Terceiro aniversário com trailer, agora com um TURISCAR Diamante

Em janeiro de 2017 nossa família completou seu terceiro ano no mundo caravanista. No dia 11 de janeiro de 2014 adquirimos nosso primeiro trailer, um Turiscar Brilhante Luxo ano 1987 e no primeiro ano realizamos inúmeras viagens, percorrendo um total de dez mil quilômetros. 

Foto: Turiscar Brilhante Luxo ano 1987 no Camping CCB Maranduba em Ubatuba-SP.

Um ano depois, em janeiro de 2015, surgiu o interesse em um equipamento maior e mais confortável e aí apareceu a oportunidade de compra de nosso segundo e atual trailer, um Turiscar Diamante ano 1991.

Ao ver o anúncio do Diamante, ficamos impressionados com a oferta pois ele era único dono, guardado a vida inteira em galpão coberto, com um diário de bordo contendo as anotações de todas as saídas, fora diversos outros itens de grande relevância que nos fizeram fechar o negócio. É claro que um equipamento com pouco mais de 20 anos de vida merecia algum nível de modernização que foi imediatamente providenciada após a compra.

Fotos: Turiscar Diamante em paradas para descanso em deslocamentos rodoviários.




No começo ficamos receosos com a troca pois tínhamos o sentimento que o Turiscar Diamante seria muito grande com seus sete metros de comprimento e poderíamos ter problemas como dificuldade de encontrar vagas nos campings e no rebocar por conta do seu maior peso. Chegamos ao ponto de comprar o Diamante sem vender o Brilhante aguardando formar uma melhor opinião. O fato mais interessante é que o maior tamanho em vez de desestimular as viagens, teve um efeito contrário, por conta do maior conforto aumentamos o número de saídas e o período nele hospedados. Nossos medos terminaram e constatamos que a dirigibilidade do Brilhante e do Diamante era muito semelhante, principalmente por conta da mesma largura de 2,20 metros dos dois modelos.

Foto: o Diamante na frente do antigo Brilhante Luxo que foi adquirido por uma família amiga de muitos anos e juntos viajamos para Punta Del Este no Uruguai, fora diversos outros destinos. Na foto estamos acampados na cidade de Tapes-RS.


A única modificação realizada foi a troca do veículo tracionador, uma Hilux SW4 3.0 a diesel com 35 kgfm de torque e câmbio automático de quatro marchas por uma Chevrolet TrailBlazer 2.8 a diesel com 48 Kgfm de torque e câmbio automático de seis marchas, que nos proporcionou um maior conforto e segurança no rebocar.

Por conta do conforto do trailer maior, planejamos viagens mais longas como reveion 15/16 para Punta Del Este no Uruguai, reveion 16/17 para Porto Seguro-BA, Caldas Novas-GO, Visconde de Mauá-RJ, entre diversos outros destinos, conseguindo manter a meta de uma viagem por mês. 

Estimulados com a nossa troca, o mesmo processo de up-grade de tamanho aconteceu com os meus pais Helcio e Rute que trocaram em meados de 2016 seu trailer de 3,6 metros por um Turiscar Brilhante Luxo ano 1991 com 4,80 metros que também recebeu uma bela modernização. 

Foto: O novo trailer Turiscar Brilhante Luxo ano 1994 dos pais Helcio e Rute no Camping Paiol em Águas da Prata-SP.

Nossa família está bastante satisfeita pois nestes três anos de estrada, em um total de trinta mil quilômetros rodados, nunca tivemos nenhum tipo de imprevisto com o trailer, nem mesmo um pneu furado. Acreditamos que os trailers estão contribuindo de forma significativa com a expansão do caravanismo nacional pelo fato deles terem valores mais acessíveis para compra, menor custo de manutenção e principalmente ter o veículo livre para os passeios depois da casa montada.

Texto e fotos: Ronald Ataulo

8 comentários:

  1. É isso aí, Ronald. Campismo crescendo e nós (eu, tu é uma turma enorme) fazendo parte deste mundo maravilhoso. Mais um bom relato. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido amigo Miguel.... realmente nós estamos participando desta história... show

      Excluir
  2. Parabéns, Ronald. Acompanho sempre suas postagens... Tenho muita vontade de iniciar nesse mundo, vocês são uma inspiração para nossa família. Conseguiu resolver o problema mecânico da Blazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo, fico feliz que as postagem servem de estímulo, realmente é um mundo maravilhoso. O problema da TrailBlazer foi elétrico, travou o alternador e por consequência estourou a correia. Tive que arcar com um alternador novo e a troca da correia. Graças a Deus este problema aconteceu pertinho de casa...

      Excluir
  3. Parabéns meu amigo, me fala como vc tem tempo para tantas atividades e ainda escreve muito bem. Felicidades pelo seu aniversário hj. Abração Carlos Fanara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Fanara, obrigado pelas palavras, quando gostamos do que estamos fazendo arrumamos tempo para tudo....kkkk Foi muito bom ter encontrado contigo em Cabo Frio... Obrigado pela felicitação do aniversário!

      Excluir
  4. Olá amigo, amo viajar e tenho viajado de carro por varios paises da America do Sul (Chile, Bolivia, Argentina). Tenho um sonho de adquirir um MH ou Trailer...o trialer me parece uma opção mais economica pois já tenho um veiculo de tração e tem a possibilidade de fazer passeios com o veiculo deixando o trailer descansando no camping. Mas, minha duvida é sobre a segurança, tenho receio de deixar o trailer no camping sozinho enquanto faria os passeios com o carro. Outra duvida é sobre paradas fora de campings uma vez que o trailer é menos discreto que uma van por exemplo... o que acha..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vicente, seja de trailer ou motorhome, não importa, entre neste mundo que você irá adorar. A três anos no segmento os comentários que ouvi sobre problema com segurança foram mínimos e pontuais.

      Excluir