Cuidados ao se rebocar um trailer - Carteira de habilitação categoria B

Embora nosso código nacional de transito tenha retornado no ano de 2011 a liberação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) categoria B para reboque de trailers, acompanho a forte expansão do mercado trailista no Brasil, onde a cada dia uma grande quantidade de pessoas passam a buscar informações sobre a modalidade e com isso torna-se fundamental alertar os cuidados e responsabilidades envolvidas na prática da modalidade, antes do motorista realizar sua primeira viagem engatado.


Foto: Alessandro

Um motorista mesmo habilidoso em dirigir um carro de passeio, poderá ter uma certa dificuldade, pelo menos no início, para rebocar um trailer. A pratica é que leva a perfeição, ou pelo menos a busca por ela (risos). 


Foto: André Pereira

Pensando nisso, coloco abaixo algumas recomendações que pude constatar ao longo deste tempo rebocando trailer: 

1 – VELOCIDADE: Embora nas estradas brasileiras a velocidade máxima permitira seja 90 Km/h, a velocidade ideal para se rebocar um trailer é de 80 km/h. Durante o reboque podem ocorrer alguns fenômenos, sendo o principal deles o pêndulo, que ocasiona interferência no veículo tracionador e dependendo da intensidade pode até tirar o controle do veículo. O tamanho do trailer e a distribuição do peso em relação ao eixo, aliado às altas velocidades é o principal fator que desencadeia este indesejável e perigoso fenômeno;

2 – MARCHA-RÉ: A marcha-ré do conjunto é um tanto quanto confusa, pois o trailer se desloca no sentido contrário do veículo tracionador, ou seja, se você esterçar o carro para a direita o trailer vira para a esquerda e se você esterçar o carro para a esquerda o trailer vira para a direita. Depois que se pega a prática fica fácil, mas no começo é um tanto quanto confuso; 

3 – CURVAS: A realização de curvas é outro item que precisa de atenção. Estamos acostumados com os veículos de passeio a realizar curvas fechadas até em ruas apertadas. Quando você esta com o trailer sendo rebocado é necessário abrir bastante o trajeto da curva para que o trailer não acabe subindo na guia ou até mesmo colidindo com outro veículo estacionado;

4 – ULTRAPASSAGEM: A ultrapassagem de outro veículo é outro item de extrema importância. Na verdade quando estamos rebocando um trailer, nosso conjunto em média duplica de tamanho. Então depois da ultrapassagem não podemos voltar imediatamente para a faixa que estávamos, é necessário manter um pouco mais na faixa de ultrapassagem para que todo o conjunto realize a manobra, aí sim voltar para a faixa da direita; 

5 – RETROVISORES: A visão traseira do veículo tracionador fica extremamente prejudicada. A visão do retrovisor central fica anulada por conta do trailer. A visão lateral fica prejudicada por conta da largura do trailer geralmente ser maior que a largura do veículo tracionador. Quando isto ocorrer, existem acessórios prolongadores do retrovisor do veículo, justamente para permitir sua visão na hora da ultrapassagem. Outro acessório mais moderno é a instalação de câmera na traseira do trailer ligada em um monitor dentro do veículo tracionador, fazendo as vezes do retrovisor central.


Foto: Ronald Ataulo

Foto: Polini

O principal objetivo deste artigo não é colocar medo nas pessoas mas sim convidar a todos para conhecerem esta prazerosa modalidade de lazer. No entanto, deixar registrado que alguns cuidados devem ser tomados para que uma primeira experiência não se transforme em um trauma.


Texto: Ronald Ataulo
Novembro de 2016 


12 comentários:

  1. Isso mesmo é bacana o trailer , mas requer mais cuidados.Após 2 anos de uso do trailer foi q perdi o medo, muita insegurança no início, agora passou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raquel, em primeiro lugar parabéns por você ser uma das representantes do trailismo nacional viajando bastante com seu equipamento. Existem muito comentários sobre acidentes mas se respeitarmos os limites de segurança, é uma modalidade MARAVILHOSA... já rodei meus 30.000 kms rebocando e nunca tive nenhum problema... não demorou muito para eu pegar o jeito com minha casinha sobre rodas!

      Excluir
    2. Show Ronald muito bom, com isso vamos fomentando o campismo e esclarecendo dúvidas de futuros campistas abrsss!!!

      Excluir
    3. E eu agradeço por você ter tirado tão bela foto do seu trailer que utilizei na capa do tópico... linda foto!!

      Excluir
  2. Bujão de gaz.
    De 2k e de 8k não acha para repor...
    O de 13k que é comum
    os agentes rodoviário, se pegar multa...
    Como proceder corretamente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu confesso que nunca ouvi nada a respeito e até mesmo já fui parado algumas vezes por policiais rodoviários e nunca me questionaram nada a respeito. Vou levantar esta informação... obrigado!

      Excluir
    2. Essa informação não procede. Você não pode carregar comercialmente nenhum tipo de botijão sem cumprir os requisitos exigidos pela norma correspondente, mas uma unidade, no uso do equipamento, não há nada que proíba. É desculpa da "autoridade" pra arrancar grana.

      Excluir
    3. Davi, muito obrigado pelo esclarecimento, eu realmente nunca ouvi nenhum comentário a este respeito. É muito importante este compartilhamento de conhecimento... mais uma vez obrigado!

      Excluir
  3. Muito boa essa postagem,tema relevante. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Francini, estamos apenas contribuindo com o trailismo incentivando as pessoas a participar!

      Excluir
  4. Sempre atento a posts relevantes. Mesmo não tendo trailler acho importante.Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Hencaxa, o próximo passo é ter um trailer....kkkkk

      Excluir