Substituição do óleo da transmissão automática quando rebocando trailer

Existe um grande dilema entre os proprietários de veículos com câmbio automático que é em saber o momento correto para a substituição do óleo. Alguns fabricantes consideram inclusive que não há necessidade de substituição durante toda a vida útil da transmissão em função de tratar-se de um sistema selado, sem contaminação com agentes externos.

Diante desta indefinição, é extremamente importante que seja consultado o manual do veículo e fazer cumprir as recomendações do fabricante.

Acontece que no segmento caravanista, mais precisamente quando falamos em reboque de trailers ou qualquer tipo de carreta, a utilização do câmbio passa a ser considerada como uso severo. Isto ocorre sempre que ele é submetido a altas temperaturas, acima de 120º ou 130º e isto geralmente ocorre no esforço do arrasto, principalmente em trechos de aclives.

Diante desta situação, as recomendações do fabricante perdem sua referência e torna-se necessário realizar um procedimento de checagem com uma maior periodicidade. A cor do óleo deve ser roseada, caso ele esteja marrom escuro, significa que ele está comprometido.


As oficinas geralmente não incluem a verificação do óleo do cambio automático, antes dos 100.000 quilômetros nas revisões preventivas. Esta solicitação deve partir do proprietário do veículo que tem ciência das condições que o câmbio é submetido. 

Tenho o exemplo da minha GM TrailBlazer automática que rebocando um trailer de cerca de 2.000 kg desde seus 30.000 aos 50.000 quilômetros (20.000 quilômetros), ao se verificar as condições do óleo foi detectado o marrom extremamente escuro, nitidamente comprometido. Imediatamente foi realizada a substituição do óleo e filtro e já programado que aos 70.000 quilômetros seja realizada nova verificação.

É sabido que os preços para manutenção corretiva na transmissão automática são bastante elevados, por isto, não vale a pena correr este risco!

Texto: Ronald Ataulo
Centro Automotivo Mundo Off-Road (www.mundooffroad.com.br) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário